Críticas

Published on outubro 21st, 2015 | by Marcelo Leme

0

Crítica: A Incrível História de Adaline

aincrivelhistoriadeadaline

Quando você assistir a esse filme, buscará automaticamente na memória conceitos sobre o que está sendo retratado. Coisas pessoais mesmo. Todos já consideraram tal situação, não? A obra traz uma mulher, Adaline, que imediatamente após um acidente, sob circunstâncias improváveis, perdeu sua capacidade de envelhecer. O fato a obriga a mudar-se constantemente a fim de evitar ser descoberta e, quem sabe, virar alvo para a ciência. Mas não se foge de tudo. Enquanto humana, faz vínculos, ainda mais devido sua história e pela filha que a acompanha em sua jornada rumo a eterna juventude.

Centenária, Adaline convive com sua filha envelhecida. Isso, juntamente a outros aspectos do roteiro, como as gerações de cães que a acompanha, transmite uma melancolia ressentida, algo que consideramos pela solidão projetada. Nos percebemos frente a um filme tristíssimo que se arrasta e se delonga num ritmo uniforme. Algumas cenas com potencial de fazer o público se desmanchar em lágrimas são bem dosadas com clara intenção de não cair no melodrama. Boa escolha de seus realizadores.

Esse artifício formulaico do melodrama convencional felizmente escorre pelas mãos do cineasta Lee Toland Krieger que explicita suas intenções e toma partido: ele quer demonstrar o drama da situação dessa eterna juventude, contrariando a lógica incansavelmente buscada pelas pessoas. A condição de sua protagonista, bem vivida pela bela Blake Lively, é de profundo pesar por essa solidão atemporal. O tempo passa, a juventude permanece, mas não há com quem compartilha-la. Adaline enterra tanta gente de modo que ninguém no mundo gostaria – ou suportaria.

O que funciona bem nessa trama é a concepção de sua personagem. A cena inicial identifica algo que tornou-se rotineiro em sua vida. Ela migra de um lugar a outro, vive identidades distintas, sobrevive às situações por respiro. Atravessa anos e acompanha a história. Durante o tempo o qual a história se passa e o qual a conhecemos, a vemos trabalhar numa biblioteca, local onde convive com histórias sem ter que revelar a sua.

O tempo é um dos assuntos mais proeminentes dentro de qualquer linha artística. Várias foram as obras que trataram de sua ação. As particularidades do tempo aqui dizem respeito às implicações psicológicas que são cruéis, já que qualquer relação é limitada e contém prazo de validade. De tudo o que há no mundo, pouco parece importar a essa mulher, ainda mais ao perceber a própria filha idosa e com as naturais dificuldades acarretados pela velhice, algo o qual ela sabe que jamais poderá constatar. E como é bom ver Ellen Burstyn em cena, ela vive a filha de Adaline e traz toda uma brandura em cenas ternas ao lado de Lively.

Em outra instância, essa própria do roteiro, está uma coincidência inverossímil. O filme quase pede licença para concebê-la. E a partir dela, a história ganha um outro rumo e se lança a outros sentidos. Tal como numa produção tipicamente hollywoodiana, qualquer ousadia criativa é podada. Deste modo, há quem não queira permitir uma segunda coincidência quase impossível, mas ela fez parte do arco. O que importa de fato é o quanto A Incrível História de Adaline consegue ser puro, doce e brutal, trazendo imagens belas, competentes atores e ainda conseguir deixar uma amarga dúvida sobre o gosto da eternidade.

Comments

comments

Tags: , , , , , , , ,


About the Author

Marcelo Leme

Realizador, roteirista, curador, crítico de cinema do portal cineplayers.com e colunista semanal do Jornal da Cidade de Poços de Caldas. Trabalha no Instituto Moreira Salles. Entusiasta da sétima arte, é credenciado em festivais de cinema como a Mostra Internacional de Cinema de São Paulo e o Paulínia Film Festival. Teve, em 2013, um de seus textos selecionados pela FGV (Fundação Getúlio Vargas). >>> instagram.com/marceloafleme



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Back to Top ↑
  • ASSISTA NOSSOS FILMES DE GRAÇA

  • Parceiros

    Parceiro - Adorocinema
  • Parceiro - Centerplex
  • Inscreva-se no Youtube!