Críticas

Published on novembro 11th, 2016 | by Marcelo Leme

0

Crítica: Doutor Estranho

doutor-estranho-avaliacaoO cinema anda tão repetitivo e esquemático que desconfio que intitular um filme como ‘legal’ deixou de ser um elogio, mas uma convenção. Após a sessão, a sentença: “é, legal”. Legal como quase todos os outros. Repetitivo e esquemático como sempre. O mesmo, o de sempre. O de sempre enjoa, oras.

Doutor Estranho não é legal por ser o mesmo de sempre. É legal por oferecer diferentes possibilidades, por seguir uma linha quase psicodélica, mas no final é tratado como habitualmente outros filmes similares são tratados. Então é o de sempre, pois segue a receita, a famosa fórmula da Marvel que vem dando certo. Dizem por aí que “em time que está ganhando não se mexe”. De fato, mas isso funciona com o futebol e com outros empreendimentos, não com o cinema.

Um exímio neurocirurgião, Stephen Strange, sofre um acidente que compromete a precisão de suas mãos, o que o impossibilita de seguir com a carreira que tanto se orgulhava. Sua arrogância vence seu orgulho, tornando-o uma figura desprezível e solitária. Seu ceticismo é posto a prova quando descobre uma oportunidade de cura num centro místico, uma ordem escondida num templo em Katmandu, no Nepal. Há algumas ações e reações do personagem que muito se assemelham a personalidade de Tony Stark, o Homem de Ferro.

Quem vive Strange é Benedict Cumberbatch, um dos grandes nomes a surgir nos últimos tempos. O ator consegue dar toda uma complexidade ao protagonista com sua prepotência combinada a sua genialidade. O elenco é um triunfo, porém, dirigidos com incompetência ou desperdiçados pelos personagens não serem tão relevantes. Mads Mikkelsen é brilhante – e aparentemente Hollywood entendeu que o dinamarquês tem feição de vilão –, no entanto pouco consegue fazer com seu Kaecilius. Mikkelsen funciona bem quando exige-se seu protagonismo, como nos ótimos A Caça (2012) e O Amante da Rainha (2012). Tilda Swinton é um camaleão e sua expressão andrógena apenas contribui fisicamente a Anciã, mas esta é muitíssimo limitada. Chiwetel Ejiofor pouco faz e Rachel McAdams aparece como oportunidade para piadas e gags visuais.

Esse é um bom filme que divertirá muito seu público que deverá ficar maravilhado com o visual. A arte é sublime em seu caráter psicodélico, com efeitos competentes que garantem a sensação alucinante em seus aspectos plásticos. Porém até aí tem problemas! O visual por vezes se perde para se concentrar em embates corporais quando todos os personagens tem condições de ir além disso. Então o trabalho de câmera revela o universo mágico para depois concentrar-se na figura imponente de seus personagens prontos para a ação, vislumbrados em fotografias que servem para estampar copos e pôsteres.

De qualquer maneira, parece-me que Doutor Estranho vem contribuir decisivamente com o universo Marvel justamente por oferecer outras possibilidades do que as vistas e desgastadas investidas recentes – ainda que ‘legais’. É um grande personagem que chega até o grande público trazendo um ator extraordinário para vivê-lo. Gosto de ver a cena em que ele sobe escadas em direção a uma luz, como se apresentasse ao universo dos heróis. O filme tem dessas belezas inesquecíveis, mas também tem piadas em demasia e algumas constrangedoras e infantilizadas, como a capa da levitação interagindo, similar ao tapete de Aladdin. Ao final, notamos que é um filme divertidão cujo roteiro é praticamente uma releitura de Kung Fu Panda (2008).

Comments

comments

Tags: , , , , , , , ,


About the Author

Marcelo Leme

Realizador, roteirista, curador, crítico de cinema do portal cineplayers.com e colunista semanal do Jornal da Cidade de Poços de Caldas. Trabalha no Instituto Moreira Salles. Entusiasta da sétima arte, é credenciado em festivais de cinema como a Mostra Internacional de Cinema de São Paulo e o Paulínia Film Festival. Teve, em 2013, um de seus textos selecionados pela FGV (Fundação Getúlio Vargas). >>> instagram.com/marceloafleme



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Back to Top ↑
  • ASSISTA NOSSOS FILMES DE GRAÇA

  • Parceiros

    Parceiro - Adorocinema
  • Parceiro - Centerplex
  • Inscreva-se no Youtube!