Críticas

Published on abril 25th, 2016 | by Marcelo Leme

0

Crítica: O Caçador e a Rainha do Gelo

o caçador e a rainha de geloSe você for capaz de superar os 20 ou 30 desagradáveis minutos iniciais, então irá se divertir com a ação desse O Caçador e a Rainha do Gelo, sequência do ordinário Branca de Neve e o Caçador (2012). Sua ação é a única justificativa de tolera-lo, em nome da diversão efêmera ou do balde de pipoca que tem mais graça se for consumido dentro da sala escura. O longa escancara a já reconhecida carência de originalidade hollywoodiana. Qual justificativa de fazer um filme como esse? Por vezes soa bizarramente ridículo, especialmente no momento em que, inesperadamente, você se pega pensando: o que está acontecendo aqui? O encontro de personagens da Branca de Neve com os personagens de Frozen?

Ver Charlize Theron, Jessica Chastain e Emily Blunt dividirem a cena é um deleite. São atrizes talentosíssimas que certamente farão muito pela sétima arte. E são igualmente belas, evocando o ideal de beleza presente em conto-de-fadas, ainda que uma delas esteja longe de representar algum tipo de princesa da Disney. Graças ao trio, o filme ganha força nas atuações, apesar de estarem mal dirigidas. Já o australiano Chris Hemsworth revive o Caçador, dando a ele a imponência merecida; e funcionando, também, como um galã em meio ao conflito entre as mulheres.

O roteiro se encarrega de abarcar a história do filme anterior, dando a ele um passado e um futuro, por meio do retorno da Rainha Ravenna (Theron). Ela é irmã de Freya (Blunt), que em nome de uma grande frustração, isola-se a fim de firmar seu próprio reinado, tornando-se a Rainha de Gelo. Ela constitui seu próprio exército, designando algumas regras bem particulares tal como a abdicação de qualquer forma de amor. Para o público que o filme alcança, devido a censura, fica muito difícil de se levar a sério tal regra, especialmente por justamente esta tocar a narrativa adiante, com o amor proibido entre a arqueira Sara (Chastain) e o Caçador.

Na atual vertente corriqueira de mundos distópicos incessantemente tratados em recentes filmes juvenis, parece que O Caçador e a Rainha do Gelo procura estabelece-lo sem se preocupar em aprofundar sua política e filosofia. É a alegoria da autocracia lançada a esmo, uma idealização punitiva por conta de insatisfações pessoais de personagem. É o pesar do maniqueísmo bruto e tolo, que condena algumas produções. Não que essa pudesse ser salva por alguma consideração que se opusesse a mera vingança, mas se realizaria diferente ao habitual, ainda mais tendo um elenco capaz de conceder bons momentos. Não surpreende que a melhor cena seja o embate final. E ela não é boa por conta do embate violento, mas pelo verbal, pela presença de seus atores e o que conseguem fazer em frente a câmera. Charlize Theron rouba a cena, surgindo num figurino que estraçalha a frieza contextual em sua volta.

Elaborada a partir de uma arte obscurecida juntamente a fotografia exprimindo sombras numa coloração fria, o filme vem fazer parte do grupo de adaptações readequadas de famosos conto-de-fadas. Ao que parece, seus realizadores concordam que esse é um estilo a ser trabalhado, trazendo um viés sombrio, flertando com suspense em tramas de circunstâncias épicas. Nada de muita cor. Não que isso seja um problema, até gosto. Mas é uma pena que a inventividade nesse meio tenha descolorido.

Comments

comments

Tags: , , , , , , , , ,


About the Author

Marcelo Leme

Realizador, roteirista, curador, crítico de cinema do portal cineplayers.com e colunista semanal do Jornal da Cidade de Poços de Caldas. Trabalha no Instituto Moreira Salles. Entusiasta da sétima arte, é credenciado em festivais de cinema como a Mostra Internacional de Cinema de São Paulo e o Paulínia Film Festival. Teve, em 2013, um de seus textos selecionados pela FGV (Fundação Getúlio Vargas). >>> instagram.com/marceloafleme



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Back to Top ↑
  • ASSISTA NOSSOS FILMES DE GRAÇA

  • Parceiros

    Parceiro - Adorocinema
  • Parceiro - Centerplex
  • Inscreva-se no Youtube!