Críticas

Published on janeiro 20th, 2015 | by Lais Queiroz

0

Crítica: Paisagem na Neblina

modeloAltereapaisagemnaneblinaO longa metragem é um Road Movie sensível e minimalista dirigido pelo grego Theo Angelopoulos. A trama gira em torno de dois irmãos, Voula e Alexandros, que seguem rumo à Alemanha em busca pelo pai que nunca conheceram. Na trajetória, as crianças se deparam com um mundo hostil e desolador. São obrigadas, então, a amadurecer e abandonar precocemente a infância.

Theodoros Angelopoulos (assim como em A Eternidade e um Dia) dá uma aula de fotografia com Paisagem na Neblina, lançado em 1988. Majoritariamente longos e abertos, os planos são cuidadosamente planejados, ricos em detalhes e simbolismos. O plano-sequencia em que mostra os irmãos na estação ferroviária, logo após serem despachados pelo fiscal, é um ótimo exemplo para retratar a genialidade do diretor. As crianças são postas exatamente no centro do quadro, do lado esquerdo está o policial, e do lado direito o trem. Voula e Alexandros estão encurralados, é quase uma cena claustrofóbica. De um lado é representada a dificuldade de seguir em frente, e do outro o desejo de partir.

A viagem é marcada por duras adversidades. Porém, em determinado ponto, os irmãos conhecem um jovem ator chamado Orestis e sua trupe. Orestis é o personagem que dá um sopro de alegria, alguns minutos de otimismo no filme.  Em certos momentos, o rapaz é reconhecido por Alexandros como uma figura paterna. A busca por proteção e amparo é notavelmente mais expressiva no irmão mais novo.

Outra passagem bastante icônica é a cena em que uma gigante mão de concreto é retirada do mar. Voula, Alexandro e Orestis estão na praia e observam o objeto sendo içado da água por um helicóptero. A mão, que pode representar uma autoridade ou força maior, está sem o dedo indicador. A ausência desse dedo representa a recusa de indicar o caminho para os protagonistas. Logo depois, a mão é levada para longe, e some no horizonte azul. Fica clara a mensagem: não há proteção nem amparo.

Angelopoulos procura retratar em todos seus filmes elementos fortes da cultura grega, como a mitologia. Segundo o diretor, a procura das crianças pelo pai assemelha-se a busca de Telêmaco pelo pai de Ulisses, em ‘’Odisseia’’.

Paisagem na Neblina é um filme melancólico espetacular. As cores são frias, os cenários pouco movimentados e tomados pelo nevoeiro e pela neve, a trilha sonora é de Eleni Karaindrou e contribui para deixar tudo impecável.

Comments

comments

Tags: , , , ,


About the Author

Lais Queiroz

Estudante de Publicidade e Propaganda na PUC Minas - Poços de Caldas. Apaixonada pela área Audiovisual, cinéfila desde quando se conhece por gente.



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Back to Top ↑
  • ASSISTA NOSSOS FILMES DE GRAÇA

  • Parceiros

    Parceiro - Adorocinema
  • Parceiro - Centerplex
  • Inscreva-se no Youtube!