Críticas

Published on junho 8th, 2015 | by Marcelo Leme

0

Crítica: Terremoto: A Falha de San Andreas

terremotoClichê do clichê, esse Terremoto: A Falha de San Andreas segue rigorosamente a fórmula básica de provocar tensão, muita tensão. Tudo o que acontece já foi visto em outros filmes. É até possível identificar algumas cenas e lembrar em qual filme ela existiu. Então é um filme de homenagens? Não, é um filme pouco criativo mesmo. As principais cenas reencenadas são mostradas sem vergonha. Exemplos de momentos: sua ação; os gestos heróicos que desafiam a vida; os romances acidentais nascidos em meio ao caos; a salvação a partir do conceito de Deus ex machina; o abraço familiar em segurança; e principalmente a bandeira dos Estados Unidos da América. Esta sacode sob olhares cansados que idealizam a reconstrução de seu amado país. O regozijo americano está em sua máxima.

Como na maioria dos filmes-catástrofe, do caos vem um aprendizado, provém o ideal de grandeza que demonstra a força do país em se reerguer. É quase uma manobra política vendida num longa de ação estrelado por um dos maiores astros do gênero, Dwayne Johnson, o Fada do Dente. Um terremoto sacode os Estados Unidos. Os efeitos competentes, mas nada incríveis uma vez que vimos efeitos especiais melhores em filmes análogos, traz praticamente um balé do caos, com prédios curvando-se e cidades parecendo ondas prestes a estourarem. Visivelmente desesperador, favorece a percepção do perigo iminente ao espectador que praticamente segura-se na poltrona enquanto contempla a destruição.

Dentro desse ponto de vista é uma delícia assisti-lo. É o típico pipocão sem constrangimentos. Para divertir e só. Porém, espera-se que até mesmo na pura diversão tenha-se algo a mais. Por exemplo em sua narrativa, nas várias cenas de tensão e risco imediato. Apresenta-se a ideia do que pode acontecer e segundos após simplesmente acontece. É estímulo e resposta. O filme inteiro segue nessa linha, apresentando perigo e efetivando-o posteriormente. Não há nem uma frustração para dar alguma graça, com o intuito de gerar expectativa. Praticamente não dá tempo de ter qualquer expectativa. O cineasta Brad Peyton que tem em seu currículo sequências como Como Cães e Gatos 2 e Viagem 2 – A Ilha Misteriosa (protagonizado por Dwayne Johnson) é ótimo com recreação e pouco considerável com relação a cinema.

Mas não pensem que é uma sessão perdida. Tal como dito é competente no que propõe com seu drama situacional. Traz uma espécie de alerta das pessoas as pesquisas que podem prever esse tipo de desastre. O cientista da história ao menos é encarnado por um grande ator, Paul Giamatti. Completam o elenco principal Carla Gugino, Ioan Gruffudd e a estonteante Alexandra Daddario. A garota vive uma espécie de heroína que carrega alguns ensinamentos técnicos de seu pai.  Dwayne Johnson novamente vence pelo carisma e pela força bruta, sofrendo nas cenas mais consternantes. E Ioan Gruffudd, que vive o bilionário Daniel Riddick, parece ter perdido metade de suas cenas na sala de edição. O personagem está ali preenchendo uma lacuna desnecessária e é cortado de modo indiferente. Pra quê? Bom, fazer perguntas a Terremoto: A Falha de San Andreas é desnecessário, pois ele não trará respostas e, evasivamente, recomendará: curta a destruição que Hollywood concebe tão bem e aproveite sua pipoca!

Comments

comments

Tags: , , , , , , , , , , ,


About the Author

Marcelo Leme

Realizador, roteirista, curador, crítico de cinema do portal cineplayers.com e colunista semanal do Jornal da Cidade de Poços de Caldas. Trabalha no Instituto Moreira Salles. Entusiasta da sétima arte, é credenciado em festivais de cinema como a Mostra Internacional de Cinema de São Paulo e o Paulínia Film Festival. Teve, em 2013, um de seus textos selecionados pela FGV (Fundação Getúlio Vargas). >>> instagram.com/marceloafleme



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Back to Top ↑
  • ASSISTA NOSSOS FILMES DE GRAÇA

  • Parceiros

    Parceiro - Adorocinema
  • Parceiro - Centerplex
  • Inscreva-se no Youtube!