Críticas no image

Published on dezembro 2nd, 2013 | by Marcelo Leme

0

Crítica: Um Time Show de Bola

Um Time Show de Bola

Um dos planos-sequência mais memoráveis realizados nos últimos anos está em O Segredo dos Seus Olhos (Secreto de sus ojos, El, 2009), filme do argentino Juan José Campanella. Nele acompanhamos a câmera saltar do alto de um estádio de futebol lotado e adentrar no meio da torcida, encontrando um personagem importante. Uma grande realização, sem dúvidas. E o assunto futebol, tratado e mencionado em alguns momentos naquele intenso drama investigativo é o que parece ter fisgado o diretor nessa animação, Time Show de Bola (Metegol, 2013). E os planos sem cortes também persistem. Agradável e divertido, o longa inova com uma proposta distinta, embora se aproxime inevitavelmente de animações similares como o inesquecível Toy Story (Toy Story, 1995). Em ano de Copa do Mundo, não poderia ser melhor o momento para se lançar tal animação focada no esporte mais popular do mundo.

Na história escrita e roteirizada por Campanella juntamente a outros colaboradores, acessamos uma pequena cidade interiorana onde pouca coisa acontece. A diversão para algumas crianças é um bar que possui uma velha mesa de pebolim. Nela o jovem Amadeo passa suas tardes. Ele é invencível! Em uma oportunidade, ganha de um dos garotos mais metidos do bairro, o que afetará diretamente o futuro: o menino derrotado não aceita derrotas e se torna um individualista e promissor craque de futebol aos olhos de um empresário oportunista. Um vencedor sem escrúpulos que se amargura diariamente por ter perdido por um considerado ninguém numa fatídica noite no passado. O tempo os alcança opondo-os novamente, porém com circunstâncias completamente novas, quase que difíceis de acreditar, ainda que venha de uma animação, de uma genuína fantasia.

O filme tem o futebol como paixão, mas diz mais do que o furor que o cerca. Fala de ambições e sonhos frustrados, mas motivados pela crença da oportunidade e suas reais – embora flerte muito com o imaginário – possibilidades de conquista. É tradicional na cinematografia de Campanella tratar o passado, exprimir personagens que procuram resolver pendências, especialmente de ordem emocional. A cinematografia recente comprova: em O Filho da Noiva (Hijo de la Novia, El, 2001) há um laço emocional por um desejo não realizado entre dois idosos; já em Clube da Lua (Luna de Avellaneda, 2004) a memória de antigos donos de um clube corre o risco de ser apagada e é defendida por alguns parentes; e no esplêndido O Segredo dos Seus Olhos, amarguras são refletidas através de um caso policial arquivado sem sucesso.

Muito se discute na história, pouca coisa é substancial, ainda que o alvo sejam as crianças. A graça da trama reside nos pequenos bonecos da mesa de pebolim que ganham vida. Interagem com o protagonista e possuem uma história toda particular. A graça da coisa toda demora para funcionar, fica interessante com a presença dos mini jogadores e tem seu melhor momento num jogo de futebol próximo ao ato final, tempo em que definitivamente rimos muito com gags – a placa publicitária “lanche da Elsa” é impagável – e piadas. De fácil identificação e sem grandes pretensões, Um Time Show de Bola conseguirá agradar o público nacional pelo seu tema. Como que o argumento futebol não funcionaria no Brasil? Oriunda da Argentina, a obra é um sucesso absoluto nas bilheterias hermanas. Tecnicamente é rebuscada, o desenho dos pequenos personagens com suas manchas e arranhões dão um charme todo especial a eles. Quando estão em cena, quase que nos esquecemos de Amadeo e seu dramalhão particular. Talvez seja melhor mesmo deixá-lo em segundo plano.

Comments

comments


About the Author

Marcelo Leme

Realizador, roteirista, curador, crítico de cinema do portal cineplayers.com e colunista semanal do Jornal da Cidade de Poços de Caldas. Trabalha no Instituto Moreira Salles. Entusiasta da sétima arte, é credenciado em festivais de cinema como a Mostra Internacional de Cinema de São Paulo e o Paulínia Film Festival. Teve, em 2013, um de seus textos selecionados pela FGV (Fundação Getúlio Vargas). >>> instagram.com/marceloafleme



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Back to Top ↑
  • ASSISTA NOSSOS FILMES DE GRAÇA

  • Parceiros

    Parceiro - Adorocinema
  • Parceiro - Centerplex
  • Inscreva-se no Youtube!